Anibelli afirma que reajustes da Sanepar são reflexos de política voltada aos interesses dos acionistas

Em discurso nesta quarta-feira (21) na Assembleia Legislativa, o deputado Anibelli Neto (MDB) contestou informações publicadas em reportagem do jornal Gazeta do Povo em que a Sanepar responsabiliza o governo do MDB pela política de reajustes das tarifas adotada pela empresa entre 2011 e 2018, quando o preço da água e esgoto subiu 139%.

De acordo com Anibelli, o reajuste na tarifa aplicado nos últimos anos é resultado de uma política que prioriza o interesse dos acionistas privados, e não da população.

“Entre 2003 e 2010, durante o governo do MDB, não houve aumento na tarifa de água no Paraná. De 2011 a 2018, por outro lado, o reajuste foi de 139%, enquanto a inflação no período foi de quase 60%. Se comparamos a distribuição dos lucros da Sanepar aos acionistas veremos que em 2010 este valor foi de R$ 37 milhões e em 2017 de R$ 319 milhões”.

Para o deputado, o aumento na distribuição dos lucros aos acionistas confirma que a Sanepar não vem sendo administrada com foco na população.

“Fica muito clara a função da empresa. Se o governo quer o lucro social, que representa o interesse público, ou se o governo quer dar lucro aos sócios privados, aqueles que especulam na bolsa. Foi para aumentar a distribuição dos lucros aos acionistas que o governo colocou em prática uma política abusiva de aumento da tarifa”, decretou.

(Curitiba, 21/11/18) –

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt