Audiência pública reúne Cafeicultores e representantes governamentais na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná recebeu esta manhã (26) cafeicultores e representantes de entidades do setor e do governo para uma audiência pública que tratou do tema “Politicas Publicas do Café no Paraná.”
Uma cultura muito forte e responsável por avanços na economia no passado, onde o Paraná chegou a ser o Maior Produtor Mundial de Café, nos anos 60 e 70, volta a ser debatida em busca de novamente levar a produção do Café um lugar de destaque, não só pela qualidade mais pela quantidade, o Paraná hoje é o 6 maior produtor do País, e nos últimos anos tem se destacado pelo nível de qualidade, ganhando prêmios em varias oportunidades.
Um dos propositores da Audiência o deputado Anibelli Neto, Líder do Bloco Parlamentar da Agricultura a Familiar na ALEP, autor de vários projetos para a agricultura, lembrou que o Paraná tem uma historia muito bonita com a cultura do Café, destacou que a audiência serve para todos aqueles que de alguma forma estão envolvidos com a produção de café possam participar dando sua opinião, de quais são as demandas do setor, “queremos ouvir e aprender um pouco mais para descobrir quais são os nós que atrapalham o setor, e junto encaminharmos propostas para contribuir e avançar”.
O Paraná, segundo dados apresentados na audiência, produz cerca de 1,5 milhão de sacas de café ao ano. Quase a totalidade da produção vem da agricultura familiar. Para isso, aprimorar as técnicas de colheita, bem como ampliar a estrutura da produção, são fundamentais.
O evento contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab), do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), da Emater, de prefeitos, entidades de classe do setor agrícola, além de cafeicultores.
Houve muitos encaminhamentos de sugestões de vários órgãos presentes; A Câmara Setorial do Café no Paraná apresentou pelo seu gerente Walter Ferreira Lima, dez sugestões para auxiliar os produtores. Dentre elas, a criação de um plano de renovação das lavouras, ampliação do parque cafeeiro, facilitação de acesso aos mercados, seguro agrícola, além de financiamento de maquinário e equipamentos, todas as sugestões serão analisadas para contribuir com futuras propostas que estão sendo elaboradas para facilitar a produção de café no Paraná.
Mulheres do Café
Uma belíssima apresentação do grupo “Mulheres do Café” do município de Carlópolis, com músicas e danças que lembram o cultivo e a colheita do Café, fez menção a cidade, que é um dos principais produtores do estado, são quase 850 famílias na sua grande maioria da Agricultura Familiar que produzem mais de 200 mil sacas do produto por ano.
O grupo é composto de mais de 30 mulheres, que se reúnem 5 vezes por ano com outros grupos organizados nos municípios da região, e serve para elas trocarem experiencias e realizarem diversas atividades como apresentações entre outros.

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt