Governo deve explicações à população, diz Anibelli sobre irregularidades no pedágio do Paraná

O deputado Anibelli Neto (MDB), líder da oposição na Assembleia Legislativa, apresentou hoje (26) dois requerimentos de pedido de informações ao governo estadual sobre os pedágios no Paraná. As solicitações foram feitas quatro dias após a Polícia Federal deflagrar a Operação Integração, que apura o pagamento de propina para agentes públicos em troca da aprovação de aditivos que resultaram no aumento da tarifa de pedágio no Estado.

Nos requerimentos, o parlamentar pede que o governo disponibilize cópia do ato administrativo instaurado pelo Poder Executivo para apurar o caso e também se houve a exoneração dos servidores públicos envolvidos no escândalo. Em outro pedido, o líder oposicionista questiona quantas ações judiciais que envolvem as concessionárias e o Estado tramitam atualmente e quantas ações foram suspensas a pedido do Poder Executivo desde 2011.

“O governo deve explicações para a população. Por isso estamos solicitando cópia do ato administrativo instaurado pelo Poder Executivo e também questionando se houve a exoneração dos servidores públicos envolvidos”, explicou.
Anibelli Neto disse também que defende a imediata suspensão dos reajustes tarifários aplicados pelas concessionárias.
“Em nossa atuação na Frente Parlamentar Contra a Prorrogação do Pedágio, sempre questionamos estes aumentos abusivo. É preciso suspender imediatamente os reajustes estratosféricos aplicados pelas pedageiras nas tarifas. Estes aumentos estrangulam a economia paranaense e prejudicam duramente a população”, disse.
Além de Anibelli Neto, assinam os requerimentos os deputados Ademir Bier, Nereu Moura e Requião Filho, do MDB, e Péricles de Melo, Professor Lemos e Tadeu Veneri, PT.

veja o pronunciamento do Deputado Anibelli Neto.

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt