“Março Roxo”, um mês para conscientização sobre a epilepsia

 O deputado Anibelli Neto, do PMDB, líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa, apresentou projeto de lei para que o mês de março seja dedicado a conscientização e prevenção da epilepsia que atinge cerca de três milhões de brasileiros.<

É o “Março Roxo”, inspirado no “Dia Roxo”, (Purple Day), comemorado no dia 26 de março, que é um esforço internacional dedicado a aumentar a consciência sobre a epilepsia em todo o mundo.

Anibelli Neto destaca que a epilepsia, uma alteração temporária e reversível do funcionamento do cérebro, é um mal que cada ano tem afetado mais e mais brasileiros e paranaenses.

O objetivo de sua proposta é aumentar a consciência sobre a doença e viabilizar o trabalho conjunto entre diversos setores da sociedade, promovendo palestras e campanhas informativas divulgando informações sobre a doença.

Dia Roxo

O “Dia Roxo” foi criado em 2008 por Cassidy Megan, uma criança na época com nove anos, de Nova Escócia, no Canadá, com a ajuda da Associação de Epilepsia da Nova Escócia (EANS).

A menina escolheu a cor roxa para representar a epilepsia por causa da flor de lavanda, que também é frequentemente associada com a solidão que representa os sentimentos de isolamento que muitas pessoas com epilepsia sentem, tentando transmitir para todos que sofrem da enfermidade a não se sentirem sozinhas.

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt