Sanepar aumentou gastos com a própria diretoria em 244% entre 2010 e 2017, diz Anibelli Neto

Em discurso nesta segunda-feira (21) na Assembleia Legislativa, o deputado Anibelli Neto (MDB), líder da bancada de oposição, denunciou que a Sanepar aumentou em 244% os gastos com a própria diretoria entre 2010 e 2017.

“Os dados disponíveis nos relatórios financeiros da Sanepar mostram que os gastos com o Conselho de Administração, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal saltaram de R$ 3,5 milhões em 2010 para R$ 12,1 milhões em 2017, um aumento de 244%”, afirmou Anibelli.

A denúncia surge na esteira da decisão do Tribunal de Justiça do Paraná, que na semana passada confirmou a irregularidade na criação de 30 cargos comissionados pelo Conselho de Administração da Sanepar em 2011. O TJ-PR determinou que os cargos devem ser extintos, pois só poderiam ter sido criados através de uma lei aprovada na Alep, e não por meio de decisão do Conselho.

“A criação foi uma aberração, feita por um governo que não vai deixar saudades. Foram criados 30 cargos de consultores estratégicos. Mas consultores estratégicos para quem, em benefício de quem? O que mais parece é o uso da Sanepar para politicagem”, afirmou.

O deputado também criticou os sucessivos reajustes nas tarifas de água promovidos pela Sanepar nos últimos anos.

“Entre 2011 e 2018 a Sanepar aumentou as tarifas de água e esgoto em 139%, enquanto a inflação no período foi de 57%. Se por um lado a população foi punida com os reajustes das tarifas, os gastos da Sanepar com a própria diretoria explodiram e cargos comissionados foram criados de maneira irregular. Isso mostra que a Sanepar foi administrada com foco não na qualidade dos servidos, mas voltada aos interesses dos acionistas e para politicagem”, disse Anibelli.

Durante a sessão de hoje, a bancada de oposição apresentou um requerimento de pedido de informações ao presidente da Sanepar, Ricardo Soavinski, questionando qual o valor gasto pela empresa com as remunerações dos 30 cargos estratégicos criados de maneira irregular e também quais as providências estão sendo tomadas pela Sanepar. O requerimento foi aprovado por unanimidade pela Alep.

(Curitiba, 21/5/18) –

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt