Anibelli Neto apresenta projeto que institui o Dia Estadual de Conscientização sobre a Síndrome de Asperger

Foi protocolado nesta segunda-feira (21) na Assembleia Legislativa, o projeto de lei 45/2022, de autoria do deputado estadual Anibelli Neto (MDB), que institui o Dia Estadual de Conscientização sobre a Síndrome de Asperger, a ser celebrado anualmente no dia 18 de fevereiro.

A proposta tem objetivo de conscientizar a população sobre a Síndrome de Asperger com a divulgação de informações sobre o transtorno, suas características, a relação com o espectro do autismo e o seu impacto nos indivíduos que com ela vivem, além de integrar as pessoas com a síndrome na sociedade e possibilitar o diagnóstico e o tratamento precoce.

Segundo Anibelli Neto, autor do projeto, a data visa destacar a importância da integração das pessoas com a Síndrome de Asperger na sociedade, e é uma importante medida de combate ao preconceito. “É de grande importância que a sociedade elimine o preconceito, que muitas vezes é a maior barreira para a convivência digna e saudável que todos os indivíduos merecem. O caminho para isso é através da informação e compreensão do que é o TEA em seus diversos espectros”.

Anibelli Neto explica que a escolha da data, 18 de fevereiro, “é o mesmo dia em que se comemora o Dia Internacional da Síndrome de Asperger, desde 2007, e uma referência ao aniversário de Hans Asperger, pediatra austríaco que deu nome à Síndrome”.

Síndrome de Asperger

A síndrome de Asperger está dentro do universo do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), que é caracterizado por prejuízos na comunicação, na interação social e no comportamento. Nas pessoas com síndrome de Asperger, o nível do espectro é considerado leve e, em geral, elas não apresentam atrasos na linguagem, nem no desenvolvimento cognitivo ou na adaptação funcional.

Por outro lado, há dificuldades no relacionamento e interação com outras pessoas e na compreensão de sentimentos, emoções e conteúdos implícitos de comunicação, como ironias e gestos corporais. Interesses restritos e repetitivos também são característicos, assim como a necessidade de rotinas e impaciência, frustração perante mudanças, comportamentos rígidos, descoordenação motora e hipersensibilidade a estímulos sensoriais.

Diagnóstico e tratamento

As causas da Síndrome de Asperger ainda não são totalmente compreendidas. Existem algumas informações que levam a pensar que seja provocada por um conjunto de fatores neurobiológicos que afetam o desenvolvimento cerebral.

O diagnóstico é clínico e deve ser realizado por equipe multiprofissional capacitada. O tratamento engloba intervenções comportamentais, assim como o apoio emocional ao paciente e à família.

Dependendo do quadro de cada pessoa, o tratamento pode envolver treino de habilidades comportamentais, regulação emocional, terapias complementares que trabalhem a psicomotricidade e terapia de integração sensorial, dentre outros.

Entre em Contato

Preencha as informações abaixo, retornarei o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt